Início da análise dos resultados pré-Londres 2012

by

Oi gente. O próximo post, que devo publicar amanhã será um post piloto e como tou na correria de Pordenone (depois de passar 1 mês em outra correria), acabou saindo sem uma diagramação legal que eu tava imaginando. Será o primeiro de 29 posts, cada um dedicado a um esporte olímpico. Os primeiros serão sobre esportes coletivos, para pegar fôlego mesmo. São 7, entre eles futebol, pólo aquático, hóquei sobre a grama e handebol.

Tem poucos eventos (quase todos 2, exceto vôlei com 6 – os 2 de quadra e 4 de praia), quase sempre um time masculino e um feminino (exceto nado sincronizado, uma dupla e um time) e as classificações são fechadas muito tempo antes. O primeiro post será sobre o basquete.

Todos eles seguirão a seguinte forma: No início em cada modalidade, lembrarei as medalhas conquistadas pelo Brasil na história das olimpíadas. Em seguida, em cada evento, um lembrete dos medalhistas das 2 últimas olimpíadas (Pequim 2008, Atenas 2004) e os últimos campeões mundiais. Se alguma coisa deve ser mencionada, algum grande favorito, alguém que descansou durante o último mundial, enfim, qualquer coisa de relevância, incluirei, mas esse post não será sobre previsões e sim uma análise um tanto fria e objetiva do panorama esportivo atual. Mas claro que será lembrado quando fatores interferem, por exemplo o fator casa, especialmente em casos de atletas que levam o mundial se aproveitando disso ou de algum atleta britânico que possa ter perdido a medalha por pouco – e assim, tem teoricamente melhores chances nas Olimpíadas. Porque sim, o fator casa interfere e muito.

Por fim, um quadro de medalhas final sobre cada esporte, baseado nos resultados mundiais, que por vezes terão que ser retirados de vários campeonatos ou até um tanto adaptados, como em casos em que são modalidades exclusivamente olímpicas (nos mundiais se disputam de outra maneira) ou competições independente de nacionalidades ou que desconhecem o “campeonato mundial” (como no tênis e explicitamente nas duplas). Quando chegarem esses casos, informarei em detalhes.

Durante cada evento também informarei de quantos brasileiros já estão classificados para as olimpíadas, quais (se esses eventos classificarem o atleta e não o país) e quais são os brasileiros com melhores chances de conquistar a vaga nacional, além de outros que ainda possuem boas chances, além das perspectivas deles na competição.

Ainda no início das classificações, já temos 114 atletas garantidos, com uma ressalva: levando em consideração que todas as vagas garantidas na natação e atletismo irão para atletas diferentes o que sabemos não ser o caso. Nestes dois esportes especificamente só teremos uma especificação de quais atletas irão para Londres no ano que vem.

Destas vagas, 27 vagas são no atletismo, 24 no basquete, 1 no ciclismo, 4 no hipismo, 42 no futebol, 1 no pentatlo moderno, 12 vagas na natação (com possibilidade de mais 14 dependendo da confederação), 1 no taekwondo e 2 no tiro. O recorde é 277 em Pequim (11ª maior delegação daquele ano) e me parece que ano que vem temos boas chances de quebrar.

Tags: , ,

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: